O EB do COI decide não fazer cerimônia de medalhas após decisão do CAS sobre o caso da patinadora do ROC 

O Conselho Executivo (EB) do Comitê Olímpico Internacional (COI) toma nota da decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) de permitir que a patinadora artística Kamila Valieva (ROC) continue a competir nos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022.

O Conselho Executivo (EB) do Comitê Olímpico Internacional (COI) toma nota da decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) de permitir que a patinadora artística Kamila Valieva (ROC) continue a competir nos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022.

O COI deve seguir o estado de direito e, portanto, terá que permitir que ela participe da competição de patinação individual feminina na terça-feira, 15 de fevereiro de 2022 e, se qualificada, em 17 de fevereiro de 2022.

O CAS expressou claramente que a decisão tomada pela divisão Ad Hoc hoje não é uma decisão sobre se Valieva violou as regras antidoping ou não. Limitou-se à única questão de saber se Valieva poderia ser suspensa provisoriamente da competição Olímpica após uma amostra A positiva tirada em 25 de dezembro de 2021.

A gestão do caso após esta amostra A positiva ainda não foi concluída. Somente após o devido processo ser seguido, pode-se estabelecer se Valieva violou o Código Mundial Antidoping (WADC) e se teria que ser sancionada.

Esta situação inconclusiva levou o EB do COI às seguintes decisões, após ter tido consultas iniciais com os Comitês Olímpicos Nacionais (CONs) envolvidos:

  1. No interesse da justiça para todos os atletas e CONs envolvidos, não seria apropriado realizar a cerimônia de entrega de medalhas para o evento da equipes da patinação artística durante os Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022, pois incluiria uma atleta que, por um lado possui uma amostra A positiva mas, por outro lado, cuja violação das regras antidoping ainda não foi estabelecida.
  2. Caso Valieva termine entre as três melhores competidoras na competição de patinação individual feminina, nenhuma cerimônia de flores e nenhuma cerimônia de medalhas acontecerá durante os Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing 2022.
  3. O COI solicita à União Internacional de Patinação (ISU), por razões de justiça, que permita que uma 25º competidora participe do evento de patinação livre da competição em 17 de fevereiro, caso Valieva seja classificada entre as 24 primeiras do programa curto em 15 de fevereiro.
  4. O COI, em consulta com os atletas e CONs envolvidos, organizará cerimônias dignas de medalhas assim que o caso de Valieva for concluído.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual