Paris 2024: as categorias de peso para o torneio Olímpico do boxe

O que há de novo na organização do boxe em relação a esse tema para os próximos Jogos Olímpicos? Descubra aqui sobre as diferentes divisões de peso em que os atletas vão competir em Paris 2024.

Foto: Buda Mendes

Nos Jogos Olímpicos Paris 2024, um total de 13 categorias de peso serão disputadas no boxe.

Em linha com o objetivo do Comitê Olímpico Internacional (COI) de alcançar a plena igualdade de gênero, o número de categorias no feminino e no masculino será a mais uniforme de sempre: Paris 2024 terá sete categorias para os homens e seis para as mulheres.

Isso significa uma categoria a menos no masculino (em Tóquio 2020 eram oito), enquanto o feminino aumentou em duas (nos últimos Jogos eram cinco).

Categorias de peso na classificação do boxe para Paris 2024

Categorias de peso (masculino):

  • 51kg
  • 57kg
  • 63.5kg
  • 71kg
  • 80kg
  • 92kg
  • +92kg

Categorias de peso (feminino):

  • 50kg
  • 54kg
  • 57kg
  • 60kg
  • 66kg
  • 75kg

O que aconteceu no torneio de boxe em Tóquio 2020

A inclusão de duas novas categorias de peso no feminino em Tóquio 2020 ajudaram a Turquia a conquistar o seu primeiro ouro no boxe, enquanto Japão e Bulgária subiram pela primeira vez no topo do pódio entre as mulheres.

Os únicos países que levaram o ouro mais de uma vez foram Cuba e Grã-Bretanha.

Pugilistas das Filipinas fizeram os melhores Jogos de sempre e levaram três medalhas, enquanto os Estados Unidos ficaram de fora do pódio pela primeira vez desde 2008.

Cuba foi a maior medalhista do boxe nos Jogos de Tóquio, com quatro de ouro e uma de bronze.

Roniel Iglesias levou a melhor sobre Pat McCormack na final dos meio-médios, enquanto que Arlen Lopez se deu bem no duelo com outro boxeador britânico, Ben Whittaker, na final dos meio-pesados, dando o segundo ouro para Cuba na capital japonesa.

O capitão da equipe cubana de boxe e medalhista de ouro na Rio 2016, Julio Cesar La Cruz, levou o título Olímpico entre os pesados, em finalíssima contra o atual campeão mundial, Muslim Gadzhimagomedov (ROC), enquanto que Andy Cruz ficou o quarto ouro do país depois de conquistar a categoria leve na luta contra Keyshawn Davis, no último dia do torneio.

Campeã mundial do peso leve em 2018, Kellie Harrington\\,\\ que também trabalha como funcionária de limpeza em um hospital, confirmou o seu talento ao vencer a então detentora do título mundial, Beatriz Ferreira, no combate que valeu o ouro de um disputado torneio que viu grandes nomes ficarem de fora ao longo dele, como Caroline Dubois (GBR) e Maiva Hamadouche (FRA).

A Bulgária festejou sua primeira medalha de ouro feminina no boxe na história, graças à virada de uma pugilista que havia se aposentado em 2018: a duas vezes medalhista de prata em mundiais, Stoyka Krasteva, tornou-se a primeira atleta do país (entre mulheres e homens) a subir no topo do pódio desde Atlanta 1996.

Busenaz Surmeneli obteve título Olímpico, no meio-médio, tendo sido a primeira medalha de ouro no boxe para a Turquia.

Depois de seis medalhas na Rio 2016 (incluindo duas de ouro), a França ficou de fora do pódio depois de ser surpreendida por derrotas de Sofiane Oumiha\\ (prata na categoria leve no Rio de Janeiro), Billal Bennama (bronze no peso mosca do mundial de 2019) e Maiva Hamadouche (campeã europeia do peso leve em 2019).

Que melhor momento para os pugilistas franceses mostrarem sua força do que em casa em Paris 2024?

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual