Campeonato Mundial de Mountain Bike: prévia, programação, favoritos e onde assistir

Les Gets, na França, recebe o Mundial de 2022 entre 24 e 28 de agosto, com 15 eventos que valem medalhas. Delegação do Brasil contará com 10 representantes. Henrique Avancini, vice-campeão do mundo em short track em 2021, buscará repetir o pódio.

ZK Goh e Virgílio Franceschi Neto
Foto: Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

Os melhores ciclistas de mountain bike do mundo estão prontos para coroar uma movimentada temporada, com o Mundial 2022 da UCI (União Ciclística Internacional, entidade máxima da modalidade) em Les Gets, na França, de 24 a 28 de agosto. Centenas dos melhores atletas do mundo participam de 15 competições valendo medalhas em cinco eventos diferentes.

As medalhas serão distribuídas no Cross-Country Olímpico (XCO, nas categorias júnior masculino e feminino, sub-23 e elite) e nos eventos não-Olímpicos de cross-country em pista curta (masculino e feminino), revezamento cross-country (equipes mistas), cross-country em mountain bike elétrica (masculino e feminino) e downhill individual (categorias júnior e elite masculina e feminina).

A competição começa na terça-feira, 23 de agosto, com as rodadas de qualificação do evento masculino de pista curta, antes do programa principal começar em 24 de agosto, com o revezamento por equipes.

O Brasil participará do Mundial com 10 atletas, entre eles, Henrique Avancini, atual vice-campeão Mundial em short track.

Descubra abaixo tudo o que você precisa saber sobre a competição que movimenta o universo do mountain bike.

Mundial de Mountain Bike: quais são os eventos de curta distância, revezamento, elétrico e downhill?

A competição mais reconhecida no Mundial de Mountain Bike é a do Cross-Country Olímpico (XCO), evento padrão e o único dos cinco que faz parte do programa dos Jogos. Em Les Gets o percurso possui 3,39km (2,11 milhas). Mas e os outros quatro eventos?

O cross-country em pista curta/short track (XCC) é uma variação, apresentando uma volta muito reduzida e um tempo bem mais curto, com duração de cerca de 20 minutos - em Les Gets, uma única volta do XCC é de 905m (0,56 milhas), em comparação com os 3,39km (2,11 milhas) do XCO.

O revezamento cross-country (XCR) possui equipes com seis ciclistas - um de cada categoria de idade do XCO (elite masculina e feminina, sub-23 e júnior) que competem como um time de revezamento contra outros países.

No cross-country elétrico (E-MTB ou E-XC), os ciclistas podem usar uma bicicleta elétrica alimentada por bateria. O motor elétrico só fornecerá energia enquanto o ciclista estiver pedalando, o que significa que não há geração de energia sem que o ciclista movimente os pedais. Os motores estão restritos a proporcionar 25km/h (15,5mph) e uma potência máxima contínua de 250 watts. O percurso E-MTB também é ligeiramente mais curto que o XCO, chegando a 2,6km (1,6 milhas). Este é um evento relativamente novo, tendo sido adicionado ao calendário do Mundial de Mountain Bike da UCI apenas em 2019.

O outro evento disputado em Les Gets é o downhill individual (DHI). Esta não é uma corrida tradicional; em vez disso, os ciclistas começam no topo de uma colina e buscam ser os mais rápidos até sua base em um percurso de 2,4km (1,5 milhas) contrarrelógio.

Henrique Avancini por mais um pódio

Grande referência do mountain bike do Brasil, Henrique Avancini é o atual vice-campeão do mundo em short track (XCC - pista curta), em prova realizada em Val di Sole (Itália), no ano passado.

Relembre: Henrique Avancini vice-campeão de short track no Mundial de Mountain Bike

O ciclista brasileiro está livre de lesões e de uma recente infecção pulmonar, que o afastou da etapa da Copa do Mundo de Mountain Bike em Mont-St-Anne, no Canadá, no início de agosto. Se considera preparado para o Mundial em Les Gets e espera fazer boa apresentação depois do período de recuperação.

Na França, tentará repetir o pódio do ano passado e ir bem no Cross-Country Olímpico, provas que participará.

"Eu escolhi não participar da última etapa da Copa do Mundo, que foi a penúltima da temporada, no Canadá. Voltei para o Brasil e me concentrei mais na minha recuperação...consegui encontrar uma forma física bastante boa para o Mundial e para a última etapa da Copa do Mundo, o que me deixa feliz", comentou Avancini em nota divulgada à imprensa.

Já no final do calendário de competições, depois do Mundial o seu compromisso será a última etapa da Copa do Mundo, em Val di Sole (Itália), entre 2 e 4 de setembro: "Espero fazer boas provas agora no fim da temporada e sinto que eu tenho a capacidade para isso e fiz o trabalho para isso também", acrescentou.

Leia: Henrique Avancini: "A bicicleta é um instrumento de desenvolvimento, de evolução"

Brasileiros no Mundial de Mountain Bike

Além de Avancini, o Brasil terá mais 9 atletas no evento em Les Gets, com representantes na elite, no sub-23 e no júnior.

Elite feminino

  • Hercília Najara Ferreira de Souza
  • Letícia Jaqueline Soares Cândido
  • Raiza Goulão Henrique

Elite masculino

  • Henrique Avancini
  • José Gabriel Marques de Almeida

Sub-23 feminino

  • Giuliana Morgen

Sub-23 masculino

  • Alex Malacarne
  • Gustavo Pereira

Júnior feminino

  • Luíza Cocuzzi

Júnior masculino

  • Eiki Yamauchi Leôncio
Henrique Avancini
Foto: 2019 Getty Images

Estrelas para acompanhar No Mundial 2022 em Les Gets

A maioria dos melhores ciclistas de mountain bike estarão em Les Gets, recém vindos dos Jogos da Comunidade Britânica e do Europeu, em Birmingham e Munique, respectivamente.

Os recém-coroados campeões europeus de XCO, Tom Pidcock (GBR) e Loana Lecomte (FRA), vão em busca de converter seus títulos europeus – e no caso de Pidcock, também Olímpico – na camisa arco-íris de campeões do mundo para a próxima temporada.

Pidcock, campeão mundial XCO sub-23 em 2020 e de elite E-MTB, enfrentará forte concorrência da esperança da casa, Jordan Sarrou, e do suíço Nino Schurter; entre as mulheres, a colega de equipa de Lecomte, Pauline Ferrand-Prevot, e a suíça Jolanda Neff também estão entre as favoritas.

Lecomte não disputará a prova do XCC, o que deve permitir que Ferrand-Prevot e Neff venham com tudo, mas no lado masculino, Pidcock e Schurter terão que enfrentar uma rodada de classificação adicional se quiserem levar o ouro.

Há um nome surpresa na corrida masculina de E-MTB, já que o tricampeão mundial de ciclismo de estrada, Peter Sagan (SVK), que começou sua carreira no mountain bike, está inscrito no evento.

E no downhill, os atuais líderes da Copa do Mundo, Amaury Pierron (FRA) e Camille Balanche (SUI) entram como favoritos.

Mundial de Mountain Bike 2022 da UCI, Les Gets: programação completa

Todos os horários são de Brasília (-4:00 em relação a Lisboa).

Programação em relação à divulgada em 22 de agosto, sujeita a mudanças.

Legenda: XCC – Cross-Country Pista Curta; XCO – Cross-Country Olímpico; XCR – Revezamento Cross-Country; E-MTB – Mountain Bike Elétrica; DHI – downhill individual

Terça-feira 23 de agosto

  • 13:00: XCC, classificatório masculino

Quarta-feira 24 de agosto

  • 7:30: XCR, final por equipes

Quinta-feira 25 de agosto

  • 5:00: DHI, classificatório masculino e feminino júnior
  • 6:30: DHI, classificatório masculino e feminino elite
  • 10:00: XCO, final feminina júnior
  • 12:00: XCO, final masculina júnior

Sexta-feira 26 de agosto

  • 5:00: E-MTB, final feminina
  • 6:30: E-MTB, final masculina
  • 12:00: XCC, final feminina
  • 12:45: XCC, final masculina

Sábado 27 de agosto

  • 4:30: DHI, finais feminina e masculina júnior
  • 8:15: DHI, final elite feminina
  • 9:35: DHI, final elite masculina

Domingo 28 de agosto

  • 4:00: XCO, final feminina sub-23
  • 5:45: XCO, final masculina sub-23
  • 8:00: XCO, final elite feminina
  • 10:15: XCO, final elite masculina

Como assistir ao Mundial de Mountain Bike UCI 2022 em Les Gets

Você pode acompanhar as ações do Mundial de Mountain Bike da UCI 2022 ao vivo através da página oficial de cronometragem.

As finais do downhill elite e as finais elite e sub-23 do Cross-Country, no sábado e domingo, serão transmitidas pelos parceiros de transmissão da UCI.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual