Brasil fica em segundo no America’s Challenge de curling e segue com chances de ir ao Mundial

Equipe masculina liderada por Marcelo Mello superou o México no desafio das Américas, vencido pelo super favorito Canadá. Brasileiros disputam vaga para o Mundial de 2022 em torneio classificatório na Finlândia em janeiro.

Sheila Vieira
Foto: Jill Soucy/Curling Canada

A seleção brasileira masculina de curling cumpriu o seu papel no America’s Challenge, disputado em Alberta, no Canadá, entre 29 e 31 de outubro. A equipe terminou na segunda colocação no torneio disputado por três países – Canadá, Brasil e México - e assim prossegue ao torneio classificatório para o Mundial de 2022.

Os campeões invictos foram os super favoritos canadenses, que possuem 36 títulos mundiais, três ouros Olímpicos e duas pratas. Com o título, o país que tem Brendan Bottcher como skip, vai direto ao Mundial, que será disputado em Las Vegas, EUA, entre 2 e 10 de abril de 2022. Atuais campeões Olímpicos, os EUA também já estão garantidos no torneio.

Formada por Marcelo Mello, Filipe Nunes, Ricardo Losso e Gilad Kempenich, a equipe brasileira derrotou o México duas vezes, por 9-6 e 7-2, avançando para o torneio classificatório para o Mundial, que será em Lohja, na Finlândia, entre 17 e 22 de janeiro.

Equipe brasileira masculina de curling disputa do America's Challenge em outubro de 2021.
Foto: Jill Soucy/ Curling Canada

O Brasil não tem mais chances de classificação para os Jogos Olímpicos Beijing 2022, mas conquistou suas primeiras vitórias no America’s Challenge e tentará disputar o Mundial pela primeira vez na história. A equipe feminina também está garantida no torneio classificatório.

Esta foi a última edição do America’s Challenge, já que na próxima temporada os times masculinos do continente participarão de um torneio global valendo vaga para o Mundial.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual