Brasil fora de Tóquio 2020. Luka Doncic classifica a Eslovênia

Após Pré-Olímpico de bom nível, Brasil perde contra a Alemanha. Em Tóquio 2020 estará Luka Doncic, MVP na vitória sobre a Lituânia. Vice-campeã Olímpica, Sérvia, eliminada em casa pela Itália.

Gonçalo Moreira
Foto: Crédito: Thierry Gozzer

Após o 5º lugar de Londres 2012 e o 9º da Rio 2016, o basquete masculino do Brasil falha a classificação para Tóquio 2020, que se joga em 2021.

A Alemanha condicionou o ataque brasileiro a 64 pontos e encontrou em Moritz Wagner o MVP da partida com 28 puntos. Após uma fase de grupos e uma semifinal incríveis, onde o Brasil venceu suas partidas por mais de 20 pontos de diferença, o ataque brasileiro baixou a eficácia no pior momento possível com acerto de somente 39% nos tiros de campo. No time de Aleksandar Petrović o pívot Varejão com 14 pontos e o ala Alex Garcia com 10 foram os melhores marcadores.

No quarto período a Alemanha fez 57-48 e o melhor que o Brasil conseguiu foi aproximar o jogo a seis pontos. A vitória permite o retorno da Alemanha nos Jogos Olímpicos 13 anos após a última presença.

MVP Luka Doncic estará em Tóquio 2020

Nas restantes sedes do Pré-Olímpico tivemos derrotas difíceis de assimilar para os anfitriões. Jogando em Kaunas, a Lituânia foi varrida da quadra pelo furacão Luka Doncic. A estrela dos Dallas Mavericks, que participou no All-Star e foi escalado para o Melhor Quinteto da competição nas últimas duas épocas, foi decisivo terminando com um triplo-duplo: 31 pontos, 13 assistências, 11 rebotes. Pela primeira vez desde que é nação independente, a Lituânia fica fora dos Jogos Olímpicos.

O MVP Luka Doncic estará em Tóquio 2020 e em declarações recolhidas pelo Eurohoops.net se revelou emocionado.

“Não quero saber do MVP. Vamos aos Jogos Olímpicos. Qualquer criança na Eslovênia sonha em estar nos Jogos Olímpicos, eu também sonhei. Merecemos estar aquí. Nós [como equipe] estamos a fazer história. Não eu. Esse era o nosso objetivo.”

Drama em Belgrado com a eliminação dos vice-campeões Olímpicos

Em Belgrado o choque foi ainda maior do que em Kaunas, já que a Itália jogou o Pré-Olimpico sem referências como Danilo Gallinari (Atlanta Hawks) e mesmo assim carimbou o passaporte para Tóquio 2020 na casa da Sérvia.

Nicolo Mannion 24 pontos, Achile Polonara 24 e 12 rebotes, Simone Fontecchio com 21 foram os bombardeiros italianos contra uma Sérvia que esteve perdendo por 24 pontos e nem o tradicional orgulho balcânico no último período mudou o desfecho da partida.

Drama em Belgrado com a eliminação dos vice-campeões Olímpicos da Rio 2016 e de Atlanta 1996. A Itália segue para Tóquio 2020 após não participar desde Atenas 2004 e tentará melhorar a medalha de prata conseguida nessa ocasião.

Em Victoria (Canadá), a República Tcheca ficou com a última vaga do Pré-Olímpico para Tóquio 2020, que acontece no verão de 2021. O pivot Jan Vesely guiou os tchecos à vitória com 16 pontos e 9 rebotes, contando ainda com a eficácia de Patrick Auda (20 pontos).

Resultados das quatro sedes do Pré-Olímpico

Brasil 64 - 75 Alemanha

Lituânia 85 - 96 Eslovénia

Sérvia 95 - 102 Itália

Grécia 72 - 97 República Tcheca

Grupos em Tóquio 2020

Grupo A: Estados Unidos, França, Irã, República Tcheca

Grupo B: Austrália, Nigéria, Alemanha e Itália

Grupo C: Espanha, Argentina, Japão e Eslovênia