Patinação artística fecha dia de muitas medalhas em Beijing 2022: veja resumo

Terça Olímpica em Pequim teve ROC dominando o programa curto da patinação, triplo pódio alemão no bobsled, mulheres suíças de ouro e mais três vitórias à Noruega.

Daniel Perissé
Foto: 2022 Getty Images

A pista de gelo voltou a ser palco de apresentações de gala na disputa do programa curto da patinação artística individual feminina nos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022, disputa na qual o ROC colocou três atletas entre as cinco primeiras.

A terça-feira viu ainda os alemães ocupando todos os lugares do pódio na disputa do 2-man do bobsled; as suíças Mathilde Gremaud e Corinne Suter vencendo o slopestyle do esqui estilo livre e o downhill feminino do esqui alpino, respectivamente; e três ouros para a Noruega, sendo dois em provas de equipe.

Confira estes e muitos outros eventos realizados hoje no resumo do dia:

Valieva se destaca e ROC domina programa curto

Em uma noite de muitas apresentações memoráveis no Estádio Indoor da Capital, o ROC colocou três patinadoras entre as cinco melhores notas do programa curto da disputa individual feminina da patinação artística.

Kamila Valieva foi a primeira colocada, seguido de Anna Shcherbakova, também do ROC.

Os resultados de Valieva que, de acordo com uma decisão do CAS, continuará a participar dos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022, são provisórios, já que há procedimentos pendentes em relação aos resultados de um teste antidoping da atleta.

O Japão foi destaque não apenas com a terceira colocação de Sakamoto Kaori, mas pelo Axel triplo feito por Higuchi Wakaba - ela se tornou a quinta patinadora a realizar a manobra em uma apresentação em Jogos Olímpicos de Inverno.

Alemanha absoluta no pódio do bobsled 2-man; brasileiros em 29º lugar

A Alemanha dominou o pódio no bobsled 2-man, realizado hoje, com direito a bicampeonato Olímpico de Francesco Friedrich e Thorsten Margis.

Completaram o pódio Johannes Lochner e Florian Bauer, com a prata, enquanto Christoph Hafer e Mathias Sommer terminaram com o bronze.

Os brasileiros Edson Bindillati e Edson Martins fecharam a prova em 29º lugar.

Suíça supera Gu no slopestyle feminino

A suíça Mathilde Gremaud foi a vencedora no slopestyle feminino do esqui estilo livre, deixando para trás a favorita Ailing (Eileen) Gu, da anfitriã República Popular da China, que só garantiu a prata em sua terceira e última volta.

Kelly Sildaru, da Estônia, ficou com o bronze.

Outro ouro para a Suíça, agora no downhill feminino

Pouco depois, a Suíça voltou a celebrar a vitória com Corinne Suter, campeã do downhill feminino do esqui alpino. A italiana Sofia Goggia, que defendia o título conquistado em Pyeongchang 2018, terminou com a prata, 16 centésimos atrás de Suter.

O bronze foi para a jovem italiana Nadia Delago, de apenas 21 anos. Ela foi 57 centésimos mais lenta que Suter.

Gasser, da Áustria, é bicampeã no big air feminino

A austríaca Anna Gasser conquistou o bicampeonato Olímpico do snowboard big air feminino. A snowboarder de 30 anos teve de enfrentar atletas mais jovens rumo a mais uma vitória na prova.

Foram os casos da medalhista de prata, a neozelandesa Zoi Sadowski-Synnott, de 20 anos e que havia sido campeã do slopestyle em Pequim, e da japonesa Murase Kokomo, que subiu ao pódio pela primeira vez, para celebrar o bronze, aos 17 anos.

Ouro para os anfitriões no big air masculino

A disputa do big air masculino encerrou o programa do snowboard em Beijing 2022. E a festa foi para os anfitriões: Su Yiming, da República Popular da China, acabou com o ouro ao terminar com uma pontuação de 182.50.

Completaram o pódio o norueguês Mons Roisland, medalha de prata com 171.75 pontos finais, e o canadense Max Parrot, bronze, com 170.25.

Virada e ouro da Noruega no revezamento do biatlo

Com um triunfo de virada, assumindo a liderança após a última parada de tiro, a Noruega faturou o ouro no revezamento masculino 4 x 7,5km do biatlo.

A prata ficou com a França, enquanto o ROC, que liderou boa parte da prova, teve de se contentar com o bronze.

Bicampeonato norueguês na perseguição da patinação

Outra equipe masculina a colocar a Noruega no lugar mais alto do pódio nesta terça-feira foi a da perseguição por equipes da patinação de velocidade, que sagrou-se primeira bicampeã da prova.

A prata ficou para o ROC, que chegou a bater o recorde Olímpico na semifinal. Os Estados Unidos terminaram com o bronze.

Terceiro ouro da Noruega, agora no combinado nórdico

Joergen Graabak completou a terça-feira dourada para a Noruega ao vencer o Gundersen pista longa 10km do combinado nórdico, repetindo seu resultado em Sochi 2014.

O também norueguês Jens Luraas Oftebro e o japonês Watabe Akito completaram o pódio.

E quase que outro atleta da Noruega chega ao pódio: Jarl Magnus Riiber, considerado um dos principais nomes do esporte, ele liderava confortavelmente até 2,5km do trecho de 10km do cross-country, mas errou o percurso e só percebeu um pouco depois. Ele foi o oitavo colocado.

Canadá vence perseguição feminina da patinação

Em uma final com direito a queda nos últimos instantes, o Canadá ganhou do Japão na perseguição feminina por equipes da patinação de velocidade, também disputada no Oval Nacional.

O bronze acabou com os Países Baixos, que conseguiram um lugar no pódio da prova pela terceira edição consecutiva dos Jogos de Inverno - foram ouro em Sochi 2014 e prata em PyeongChang 2018.

Definidas as quartas de final do hóquei masculino

Hoje aconteceu a disputa dos playoffs do torneio de hóquei no gelo masculino, que classificava as equipes para as quartas de final. A Eslováquia goleou a Alemanha por 4-0 e pegará os Estados Unidos; já a Dinamarca superou a Letônia por 3-2 e enfrenta o ROC.

A Suíça superou a República Tcheca por 4-2 e terá pela frente a Finlândia, enquanto o Canadá atropelou a anfitriã República Popular da China por 7-2 e pega agora a Suécia.

Toda a rodada das quartas de final acontece amanhã, 16 de fevereiro - mesma data da final feminina entre EUA e Canadá.

Suécia e Grã-Bretanha classificadas no curling masculino

As equipes da Suécia e da Grã-Bretanha garantiram-se matematicamente nas semifinais do torneio masculino de curling. Os suecos ganharam da Dinamarca, mas perderam a invencibilidade justamente para os britânicos.

A Suécia está com sete vitórias e uma derrota, enquanto a Grã-Bretanha tem 6-1, com um jogo a menos. Neste momento, completam os classificados Canadá e ROC, mas ambos ainda precisam confirmar as vagas.

No feminino, a Suíça lidera com 6 vitórias e 1 derrota, seguido da Suécia (5-2). Grã-Bretanha, Japão e Estados Unidos dividem a terceira posição, nessa ordem.

Quatro equipes avançam à próxima fase em cada um dos dois naipes.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual