Argentina de Messi bate Brasil e é campeã da Copa América

Campeões Olímpicos, ele e Di María ajudaram na conquista do 15º título continental à alvi-celeste. 

Virgílio Franceschi Neto
Foto: Wagner Meier

Um exímio passe de Rodrigo de Paul para uma finalização perfeita de Ángel Di María que encobriu o goleiro Ederson. Golaço. Este lance aos 21 minutos do 1º tempo no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, deu números finais à decisão da Copa América, mais antigo torneio continental de futebol - a 1ª edição foi em 1916.

Em campo, Argentina e Brasil fizeram a grande final. Uma histórica rivalidade, com 7 conquistas de Copa do Mundo FIFA e 3 títulos Olímpicos no futebol masculino, todos eles no século XXI: Argentina em 2004 e 2008, o Brasil em 2016. Um jogo acirrado, com poucas oportunidades de cada lado (4 chutes a gol). Brasileiros e argentinos duros na marcação, com um elevado número de faltas (41) e de cartões (9 amarelos).

Dadas estas circunstâncias, as duas equipes dependeriam dos erros do adversário, o que aconteceu no tento da Argentina. No segundo tempo o Brasil voltou melhor, teve até gol anulado por impedimento, mas foi incapaz de criar grandes chances para igualar o marcador. Pelo contrário, a Argentina ao final da partida teve uma oportunidade com Messi, que cara-a-cara com o goleiro brasileiro desperdiçou a chance de fazer o 2 a 0.

Campeões Olímpicos agora campeões da América

A Argentina vivia um jejum sem títulos de Copa América desde 1993, quando venceu o México na decisão da edição disputada no Equador. Ao longo dos anos celebrou muitos títulos no mundiais de base e um bicampeonato Olímpico em 2004 e 2008. Messi e Di María, protagonistas da final do Maracanã, foram campeões nos Jogos Beijing 2008, tendo inclusive vencido o Brasil na semifinal por 3 a 0.

A seleção argentina masculina de futebol, com o triunfo, conquista o continente pela 15ª vez e iguala-se à Celeste Olímpica - o também bicampeão Olímpico Uruguai, em 1924 e 1928 - em número de títulos. O Brasil possui 9, tendo sido o último em 2019.

"Ainda não entendemos que fomos campeões, do que conseguimos. Mas acho que vai ser um jogo que vai entrar para a história, não só porque fomos campeões da América, mas também porque vencemos o Brasil no país deles."

-Lionel Messi, na zona mista após o título da Copa América.

Ficha Técnica

  • Argentina 1 x 0 Brasil
  • Data e hora: 10 de julho de 2021, 21h (BRT)
  • Local: Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã), Rio de Janeiro
  • Arbitragem: Esteban Ostojich (Uruguai, Árbitro); Carlos Barreiro (Uruguai, Assistente 1) e Martín Soppi (Uruguai, Assistente 2)
  • Argentina: Emiliano Martínez; Montiel, Romero (Pezzella), Otamendi e Acuña; Paredes (Rodríguez), Lo Celso (Tagliafico) e De Paul; Di María (Palacios), Messi e Lautaro Martínez (González). Treinador: Lionel Scaloni
  • Brasil: Ederson; Danlo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi (Emerson); Casemiro, Fred (Roberto Firmino) e Lucas Paquetá (Gabigol); Everton (Vinicius Junior), Neymar e Richarlison. Treinador: Tite
  • Gol: Di María (21 minutos do 1º tempo)