Alerta de medalha: 10 medalhas Olímpicas para Arianna Fontana que venceu os 500m em pista curta em Beijing 2022

Italiana chega às 10 medalhas Olímpicas e renova o título em 500m na patinação de velocidade em pista curta.

Gonçalo Moreira
Foto: 2022 Getty Images

No estádio Capital Indoor, em Pequim, noite de fortes emoções para as atletas que disputaram a final de 500m na patinação de velocidade em pista curta nos Jogos Olímpicos de Inverno Beijing 2022.

O ouro só foi decidido na segunda partida, já que na primeira Suzanne Schulting (NED) tocou na campeã em título, Arianna Fontana (ITA), que caiu, com os juízes parando a prova logo na primeira curva.

A segunda partida foi limpa; Schulting tomou a dianteira do grupo, mas na penúltima volta Fontana ultrapassou a neerlandesa de forma espetacular pelo buraco da agulha e defendeu o título Olímpico atingindo a incrível marca de 10 medalhas Olímpicas!

"Nem sei o que dizer sobre isso. Quando era criança só queria ir aos Jogos Olímpicos e vencer uma medalha de ouro. Agora tenho duas e mais oito medalhas. É incrível. Não há palavras” - Arianna Fontana.

  1. Arianna Fontana (ITA)
  2. Suzanne Schulting (NED)
  3. Kim Boutin (CAN)
  4. Zhang Yuting (CHN)
  5. Hanne Desmet (BEL)

Confira aqui as classificações oficiais da final de 500m da patinação de velocidade em pista curta.

Mas como chegamos em uma final que deveria ter tido quatro atletas e acabou por ver cinco patinadoras na linha de saída?

Fontana se impôs com naturalidade

As quartas de final provocaram uma baixa importante: a bicampeã Olímpica em 1500m e revezamento 3000m, Choi Minjeong (KOR), caiu sozinha e ficou eliminada. Os 500m continuam sendo a besta negra da República da Coreia já que é o único evento do programa Olímpico feminino que nunca conseguiram vencer. Foi apenas o prenúncio de uma péssima noite para a delegação coreana, que em 1000m masculino também não colocou ninguém na Final A.

Os nervos fizeram se sentir na bateria de Suzanne Schulting nas quartas, que teve três falsas partidas. A neerlandesa dominou, tal como a canadense Kim Boutin – recordista mundial – viria a dominar sua bateria.

A semifinal 1 foi totalmente controlada por Arianna Fontana, com Kim Boutin conseguindo a classificação para a Final no photo finish. A canadense mandou a jovem de 20 anos, Elena Seregina (ROC), para a Final B por 21 milésimos de segundo.

Na semifinal 2 Schulting dominou, mas uma queda na última volta obrigou o júri a repescar a belga Hanne Desmet que foi tocada pela chinesa Qu Chunyu – desclassificada. Zhang Yuting foi a única atleta do país anfitrião presente na Final A que teve cinco em vez de quatro atletas.

Faltava a decisão das medalhas e aí Fontana se impôs com naturalidade, revalidando o título Olímpico e conquistando sua segunda medalha de ouro em edições consecutivas dos Jogos Olímpicos de Inverno.

"Quando cruzei a linha fiquei desiludida porque tinha feito um ótimo trabalho, mas a Arianna Fontana me passou de uma forma tão incrível, como fez tantas vezes, que pensei ‘outra vez não’. Estou contente, mas claro que um pouco desapontada” - Suzanne Schulting.

Suzanne Schulting venceu a medalha de prata em 500m em Beijing 2022
Foto: Lintao Zhang/Getty Images

ASSINE PARA PARTICIPAR AINDA MAIS!

Receba notícias de snowboard, vídeos, destaques dos Jogos Olímpicos de Inverno e muito mais.