BMX Racing Olímpico em Tóquio 2020: cinco coisas mais importantes a saber

Quem são os melhores ciclistas de BMX nos Jogos de Tóquio 2020? Quando e onde acontecerá? Qual é a sua história Olímpica? Descubra aqui.

Alessandro Poggi
Foto: 2016 Getty Images

A corrida de BMX será um dos esportes mais emocionantes de assistir nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que acontecem em 2021.

Os ciclistas se lançam de um portão no topo de uma colina inicial de 8m de altura e 35 graus, lutando ao longo de um percurso de aproximadamente 400m. Eles podem chegar a 60km/h ao passar por cima de saltos alternados e curvas inclinadas.

Mas quem são os principais candidatos? Quando acontecerá a competição nas Olimpíadas do Japão? Onde será realizado? Sempre quis saber sobre a história Olímpica do esporte? Aqui está nosso guia com o que você deve saber sobre as corridas Olímpicas de BMX.

Os melhores pilotos de BMX em Tóquio 2020

Nos Jogos de Tóquio 2020, que acontecem em 2021, os principais competidores do BMX vêm de países europeus tradicionais do ciclismo, como Holanda e França, além de EUA, Austrália e Colômbia.

Na competição feminina Mariana Pajon estará perseguindo seu terceiro título Olímpico consecutivo. A "Rainha do BMX" voltou de uma grave lesão no joelho em 2019 para conquistar sua segunda medalha de ouro pan-americana em Lima. A dupla campeã Olímpica será desafiada pela bicampeã mundial Alise Willoughby, dos EUA, e pela medalhista mundial de ouro Laura Smulders, dos Países Baixos, em 2018.

Na prova masculina o norte-americano Connor Fields buscará defender seu título da Rio 2016. Seus principais rivais são, provavelmente, Niek Kimmann e Twan van Gendt, dos Países Baixos, Joris Daudet e Sylvain Andre, da França, e o medalhista Olímpico de bronze, Carlos Ramirez, da Colômbia.

Formato do BMX racing Olímpico em Tóquio 2020

Haverá 24 competidores em eventos masculinos e femininos. Seis ciclistas competem em cada uma das quatro baterias ao longo de três rodadas, com os 16 primeiros colocados na semifinal e os oito primeiros competindo na final.

As classificações dos ciclistas são determinadas com base tanto no tempo quanto nos pontos, mas ao contrário dos Jogos Rio 2016, não haverá provas individuais de tempo nos Jogos de Tóquio 2020.

Local do BMX racing Olímpico em Tóquio 2020

As competições de BMX (racing e freestyle) será realizada no Ariake Urban Sports Park.

O local está localizado na deslumbrante área à beira-mar perto da Vila dos Atletas e também sediará eventos de Skateboarding.

Programação do BMX racing Olímpico em Tóquio 2020

A competição ocorre em dois dias, 29 e 30 de julho de 2021

Todos os horários estão no horário padrão do Japão (UTC +9 horas)

Quinta-feira, 29 de julho de 2021, 10:00 - 12:00

  • Quartas de final - Masculino e Feminino

Sexta-feira, 30 de julho de 2021, 10:00 - 12:20

  • Semifinais - Masculino e Feminino
  • Final - Masculino e Feminino

História do BMX racing Olímpico

O BMX racing fez sua estreia Olímpica nos Jogos de Beijing 2008 e faz parte do programa Olímpico desde então..

Os EUA conquistaram o maior número de medalhas Olímpicas (cinco), seguidos da Colômbia (quatro).

Maris Strombergs, da Letônia, e a colombiana Mariana Pajon, são as corredoras de BMX mais bem-sucedidas nas Olimpíadas, com dois títulos cada.

SEJA OLÍMPICO, GANHE TUDO ISSO.

Eventos esportivos ao vivo gratuitos. Acesso ilimitado a séries. Notícias e destaques olímpicos sem igual